29 de junho, de 2022 | 07:00

Reunião do Conselho Deliberativo aprova encaminhamento de SAF no Ipatinga

Waldecy Castro
A reunião foi muito concorrida, lotando o auditório do Tribunal de Justiça da Liga de Ipatinga, local do encontro decisivo na vida do Tigre   A reunião foi muito concorrida, lotando o auditório do Tribunal de Justiça da Liga de Ipatinga, local do encontro decisivo na vida do Tigre

Concorrida reunião realizada na noite de terça-feira (29), no auditório do Tribunal de Justiça da Liga de Desportos de Ipatinga (LDI), nas dependências do estádio Ipatingão, oficializou a nova constituição, com vinte membros titulares, do Conselho Deliberativo do Ipatinga Futebol Clube. Na oportunidade, este órgão do clube aprovou o encaminhamento das negociações entre a diretoria da agremiação e a empresa Kraken Sports no sentido de se constituir uma SAF (Sociedade Anônima do Futebol), que se propõe ser a gestora do Tigre no futuro.

Estiveram presentes dezessete dos vinte membros efetivos com Conselho, bem como o presidente Nicanor Pires e os dirigentes da Kraken Sports, que tem como diretor executivo, Marcos Ferraz. Há dois meses e meio a empresa é parceira do Ipatinga na disputa do Campeonato Mineiro do Módulo B. O aporte financeiro do investidor, cujo diretor geral é Marcos Ferraz, propiciou a confirmação do Tigre na divisão de acesso do Estadual, o que estava prestes a não ocorrer em função da saída de propensos investidores, capitaneados por um espanhol que desapareceu da noite para o dia, às vésperas da estreia contra o Tupi.

Dívida monstruosa

O Conselho Deliberativo do Ipatinga aprovou, por unanimidade, o desejo da Kraken Sports (segundo consta, empresa com raízes no Bahrein, com atuação em diversos negócios, que, segundo seu diretor, no Brasil comanda eventos de MMA) em criar a SAF direcionada à gestão de 100% dos interesses do Ipatinga FC.

O clube tem 24 anos de existência, já foi campeão mineiro em 2005, vice-campeão estadual em 2006 e 2010, vice-campeão da Série B do Brasileiro em 2007, disputou a Série A do Brasileirão em 2008, esteve nas divisões inferiores (Séries C e D) do Campeonato Nacional até 2013, depois da queda ao Módulo B do Mineiro em 2011. Desde então, afundado em dívidas, luta pela sobrevivência a cada ano porém, não consegue recursos para sequer retornar à elite do Campeonato Mineiro e tentar a retomada da trajetória nacional.

Segundo levantamento preliminares, as dívidas do clube chegam a R$ 40 milhões, a maioria fruto de ações trabalhistas de ex-jogadores e ex-integrantes de comissões técnicas. Quase todas tramitaram sem que o clube se interessasse em se defender, ou seja, à revelia.

''Novo clube''

Segundo o proponente da SAF, sua empresa irá levantar, por meio de um escritório de advocacia, todos os débitos da agremiação, oficializar na Justiça o desejo de assumi-los, contatar todos os credores e propor acordos para a quitação, dentro de prazos pré-estabelecidos. Isto feito, será apresentado em nova reunião do Conselho Deliberativo.

Em seguida, há a possibilidade de a empresa Kraken Sports solicitar junto à Receita Federal um novo CNPJ, cujo titular seria o futuro gestor do Ipatinga Futebol Clube. Desta forma, sem dívidas, a nova instituição assinaria um contrato com o clube para a gestão de todos os seus interesses e ações. O prazo para quitar todos os débitos pendentes por parte de donos da SAF, segundo consta na legislação, é de até dez anos.

Em pronunciamento, Marcos Ferraz, um empresário de 28 anos radicado em Belo Horizonte, afirmou que irá buscar o mais breve possível a efetivação desta SAF, de forma a tentar retomar a trajetória de sucesso, em campo, do Ipatinga Futebol Clube.

Disse, também, não ter dúvidas sobre o êxito da ousada missão de obter sucesso após assumir um clube afundado em dívidas, disputando apenas o Módulo B do Mineiro, que esteve prestes a fechar as portas não fosse a sua chegada para aportar dinheiro que viabilizasse a disputa em curso, na qual o Tigre está em 2º lugar do hexagonal decisivo. Acrescentou que já foram investidos quase R$ 2 milhões desde o primeiro contato com o presidente Nicanor Pires de Ataíde.
Waldecy Castro
O empresário Marcos Ferraz, ao lado do presidente Nicanor Pires e de Carlos Oliveira, vice-presidente do Conselho Deliberativo,  expôs os planos da Kraken Sports em relação a uma possível futura SAF do clubeO empresário Marcos Ferraz, ao lado do presidente Nicanor Pires e de Carlos Oliveira, vice-presidente do Conselho Deliberativo, expôs os planos da Kraken Sports em relação a uma possível futura SAF do clube

Próximos passos

Espera-se que dentro das próximas semanas haja manifestação da Kraken Sports em relação aos passos seguintes da transformação do Ipatinga Futebol Clube em Sociedade Anônima do Futebol (SAF), como, e em qual prazo, serão quitadas as dívidas remanescentes.

Somente com essa oficialização o processo torna-se realidade, o que geralmente demanda alguns meses, a exemplo do caso mais próximo e recente, do Cruzeiro na parceria com a empresa de Ronaldo Fenômeno.

Também prestigiaram a reunião o treinador do clube Jorge Castilho, seu auxiliar Fábio Pantoja, os jogadores Wellington e Marquinhos, bem como integrantes da Torcida Organizada Raça Jovem (inclusive o presidente da Organizada, Alysson Júnior Faria, e o integrante, Matheus Antônio de Oliveira, solicitaram sua integração como membros suplentes do Conselho Deliberativo).

O radialista Gustavo Pimentel e o advogado Márcio Miranda igualmente colocaram seus nomes como proponentes a integrar o Conselho Deliberativo na condição de suplentes, da mesma forma a ser analisada na próxima reunião do órgão.


Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário